terça-feira, 22 de novembro de 2016

Para tratar o fígado e desintoxicar o organismo, temos uma grande aliada: A ALCACHOFRA (Cynara scolymus)












Alcachofra

Nas épocas festivas de Natal e Ano Novo, todo o nosso sistema digestivo sofre alterações consideráveis; comemos mais gorduras, mais açúcar, mais chocolate. Enfim, excedemo-nos e quem sofre é o fígado, o grande catalisador de todos estes processos.
Este fica debilitado, vêm as enxaquecas, irritamo-nos mais facilmente, sentimos náuseas, ficamos pálidos, cansados, tudo isto porque o grande responsável pela desintoxicação do organismo é o fígado.
Ora, nada mais apropriado do que um excelente descongestionante hepático. Uma das plantas mais utilizadas para estimular e descongestionar o fígado é a alcachofra.
A alcachofra (Cynara scolymus ou Cynara cardunccolus) pertence à família da Asteráceas e é uma variedade cultivada do cardo. Na sua forma silvestre é originário do Mediterrâneo, sul da Europa e Ásia. A parte comestível é o botão da flor que é um compacto aglomerada de sépalas. Quando este tiver atingido mais ou menos o tamanho de uma laranja, estará pronto a usados para coalhar leite ser colhido; coze-se depois em água a ferver durante mais o menos 15 minutos e quando as sépalas exteriores começam a soltar-se é sinal de que está pronto para comer. A água da cozedura pode aproveitar- se para sopa ou beber-se assim simplesmente. As sépalas e o coração da alcachofra molhados em vinagrete são um requintado pitéu e um excelente alimento. Mas é na folha desta planta que encontramos as suas propriedades mais medicinais, elas contêm substâncias amargas e aromáticas, cristotolina, cinarinas, taninos, enzimas, vitaminas A e D e numerosos sais minerais, entre eles o ferro.
1 – Os filamentos da flor roxa podem ser usados para coalhar o leite.
2 – A folha da planta contém as suas propriedades mais medicinais.
3 – A parte comestível é o botão da flor quando tiver o tamanho de uma laranja.
É o sabor amargo dos seus constituintes que estimulam o fígado e as secreções biliares por isso não devem tomar plantas amargas com açúcar. Diversos estudos comprovam que a cinarina é um constituinte que ajuda a baixar o nível de colesterol e de triglicéridos no sangue, o que explica o facto desta planta ser tão usada na Europa no tratamento de arteriosclerose.
A folha da alcachofra é também um diurético podendo ser usada para tratar algumas disfunções renais. Devido ao seu conteúdo em ferro é também utilizada para curar e prevenir anemias.

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Especiarias e Ervas aromáticas na "A Praça" Na RT 1


 http://www.rtp.pt/play/p2778/e257275/a-praca

 No Próximo dia 23, quarta-feira irei falar mais especificamente sobre as minhas agendas de plantas medicinais, focando-me na de 2017, cujas imagens aqui vos deixo para abrir o apetite.








quarta-feira, 26 de outubro de 2016

A incontornável beleza do GERÊS em qualquer mês mas particularmente no OUTONO

 É para aqui que irei fazer um passeio, palestra, workshop e muitas fotos outonais.
Junta-se a nós neste cenário tão mas tão relaxante.










https://www.facebook.com/CasadoEido/?fref=ts

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

URTIGAS e alguns dos seus interesses terapêuticos cientificamente comprovados

https://estudogeral.sib.uc.pt/bitstream/10316/28167/1/DM%20Ana%20Rita%20Carvalho.pdf



História
A descoberta das propriedades medicinais da urtiga remonta à Antiguidade e, desde então, grandes estudiosos do universo das plantas, como Plínio, o Velho, Dioscórides ou Santa Hildegarda, deixaram-nos importantes informações sobre os usos, virtudes e benefícios desta espécie magnífica, de cuja confraria me orgulho de ser membro. O seu nome, segundo se crê, ter-lhe-á sido dado pelo próprio Plínio e deriva do verbo latino urere, que significa «queimar».
Além das suas potencialidades terapêuticas, a Urtica teve sempre diversas aplicações práticas. Quando invadiram o Norte da Europa, os soldados romanos, por exemplo, fustigavam-se com a planta para assim estimular a circulação e manter o corpo aquecido. Mais tarde, na Polónia, entre os séculos XII e XVIII, confecionava-se vestuário a partir das urtigas, que viriam a ser substituídas pela seda. Na Escócia, eram os lençóis e as toalhas de mesa que se fabricavam com a fibra da Urtica, considerada altamente resistente. E, durante a Primeira Guerra Mundial, essa mesma fibra foi usada para fazer fardas militares.









domingo, 14 de agosto de 2016

Future of Food: Eat Like it Matters - by Satish Kumar

Tantas verdades juntas e tantos ensinamentos essenciais, Oiçam com atenção e fiquem atentos pois este grande senhor virá a Portugal no fim de abril de 2017, darei informações brevemente. Enquanto esperam vão ouvindo os seus vídeos.

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Flores comestiveis no Barreiro

 Quer saber a que sabem as flores de capuchinha, as pétalas de rosa ou as folhas de gerânio?
Junte-se a nós neste workshop que promete por à prova as nossas papilas gustativas com sabores novos, refrescantes e bem aromáticos.



Esta foto de fazer crescer água na boca foi retirada da página da graça Saraiva.

https://www.facebook.com/Cea-Barreiro-450539941797966/?fref=ts


Este gelado maravilhoso e estas bebidas deliciosas constam do livro "Cooking with flowers" da Jekka McVikkar



quinta-feira, 21 de julho de 2016

Músicas do mundo e ervas medicinais

E que tal misturar ervas medicinais com músicas do mundo?, a mim parece-me uma boa mistura.
Para quem estiver a caminho de Sines, terá uma boa oportunidade no domingo de manhã de descobrir as ervas da região, ali por perto em local bem bonito. Apareçam.





segunda-feira, 4 de julho de 2016

RTP 1 AGORA NÓS CONVERSANDO SOBRE PLANTAS UTEIS PARA TOMARMOS NO VERÃO



Com a chegada das férias, dias mais quentes, viagens, idas ao campo, à  praia e á pisciana.
Com o verão surgem também uma série de patologias próprias da época como as queimaduras solares, as picadas de mosquitos, o pé-de-atleta, as infeções urinárias, as pernas inchadas e a retenção de líquidos, o excesso de peso e o jet leg.
Começarei então com chá verde para queimar gorduras e ajudar a perder uns quilos, o gengibre e o piri-piri e a casca da laranja amarga, pelas suas propriedades termogénicas. Para tratar a celulite funciona bem o óleo de massagem de Zimbro, o ananás, a papaia e a rainha- dos-prados.
A Infusão de folha de alcachofra e de funcho funcionam bem como drenantes e desintoxicante do fígado uteis em dietas de emagrecimento.
Contra a retenção de líquidos temos o aipo e o freixo, a bétula e o dente-de-leão e a cavalinha
Para as pernas pesadas temos a folha de videira e o castanheiro-da-india
Para o jet leg, óleo essencial de alecrim.
Para as queimaduras solares o aloé-vera e a alfazema
Para as picadas de mosquito e alforrecas óleo essencial de alfazema.
Para o pé-de-atleta melaleuca, tomilho e cavalinha.
Para as infeções urinárias Uva-ursina, urze, pés de cereja, arando vermelho, mirtilo e dente-de-leão.
Para o excesso de transpiração o melhor remédio é a salva




SALVA
MALAGUETA 

ZIMBRO 

FEIRA ALTERNATIVA DE LISBOA COM PLANTAS E MUITAS OUTRAS COISAS

http://feiraalternativa.pt/arquivo/programa-lisboa-2016/






domingo, 3 de julho de 2016

Aventuras de Biólogos portugueses na RTP, não vou perder.

http://www.wilder.pt/historias/nova-serie-de-televisao-mostra-os-biologos-portugueses-como-nunca-os-vimos/