sexta-feira, 3 de julho de 2009

Julho no meu jardim











Julho corre e varre o meu jardim, salpicadíssimo de enormes onagras rasgando amarelos sorrisos na direção do céu, o milefólio de bonitas flores brancas sempre de conversa com as onagras a ver quem ocupa mais espaço, physalis, kiwis que só deram muitas flores e folhas e nada de frutos, talvez para o ano que vem, as framboesas já acabaram para grande pena minha, a consolda pede-me que a colha e faça xurume, anda tombada pelos caminhos, impedindo a passagem...
a matricária continua linda sempre a espreitar-me pelo vidro da porta da cozinha, o jasmim ao perceber que o maracujá e a madressilva estavam em plena floração decidiu ele também voltar a florir pela segunda vez.Também o sabugueiro decidiu uma segunda floração bem lá no topo para que eu não colha as flores e faça um delicioso refresco, agora só se for com as bagas que se multiplicam mais rápidas que o apetite dos pássaros, as equináceas já desabrocharam, que flor mais fotogénica, a angélica continua a competir com as alcachofras; os mirtilhos com dificuldades, acho que este solo não é suficientemente ácido para eles. Borboletas, abelhas, papoilas ainda, artemísias várias, cidreira, salva, tomilhos...é uma festa e eu sem tempo para dançar. Se é grande o meu jardim?não. não é mas é bonito, selvagem e muito diverso.