quarta-feira, 29 de junho de 2011


29 Junho 2011

Verão


Neste verão muito ventoso a budeleia abana, carregada de perfumados cachos roxos onde as borboletas brancas tentam equilibrar-se embebedadas de tanto néctar.

O sabugueiro exibe agora os ramos dobrados com o peso de tantas bagas que generosamente vou partilhando com os pássaros. Ontem fiz um doce com ruibarbo e bagas de sabugueiro, cozinhei durante 20 minutos com um pouquinho de açúcar amarelo, ficou delicioso.

As ameixas continuam a cair no chão grandes, deliciosas e maduras que vou distribuindo pela família e amigos.

O hipericão, consolda e milefólio estão prontinhos para serem colhidos, o hipericão para fazer óleo, o milefólio para a compostagem e um pouco para secar, a consolda para chorume.

As abelhas na sua habitual azáfama vão sendo persuguidas pela lente da minha nikon, ainda não lhes contei que serão as protagonistas da minha agenda 2012, mas já devem suspeitar, pois tanta perseguição de câmara em punho, deve ter alguma razão de ser.E tem.


Os pássaros incansáveis acordam bem cedo e até o sol se esconder não param de cantarolar.