quarta-feira, 1 de outubro de 2014

HORTAS E JARDINS MEDICINAIS, AGENDA 2015

Caros amigos, leitores e seguidores deste blogue cuja intençao é a divulgação de matérias relacionadas com as plantas medicinais de uma forma mais ou menos direta.
No entanto, é este também um blogue pessoal onde, de vez em quando vou também partilhando temas e fotos que por uma razão ou outra me deslumbraram, me tocaram, me emocinaram ou me irritaram.
São mais os fascínios do que as irritações. Tento chegar aos seguidores contagiando-os com o meu entusiasmo e pesquisa constante do mundo que me/nos rodeia, sobretudo o mundo vegetal que tanto desconhecemos.

Assim sendo, passarei a partilhar com alguma regularidade, ou pelo menos é essa a minha intençao, os conteúdos da

 "Agenda 2015, Hortas e jardins medicinais" aproveitando para dizer que está já disponível para encomendar com o custo de 12€ incluindo portes e direito a autógrafo.

Podem encomendar através do mail  fernandatojeira@gmail.com







Cenoura Daucus carota Umbelífera ou Apiácea

Qualquer quintal ou horta devia ter pelo menos uma ou duas leiras de cenouras e apostar nas variedades tradicionais como o pau-roxo que são lindas e de sabor muito mais intenso. Deste modo estará a contribuir para a conservação das variedades e biodiversidade agrícola, (pode mesmo associar-se a redes de conservação de espécies e tornar-se guardião de sementes dando assim um excelente contributo para a preservação de tão precioso património; as nossas sementes.
As cenouras consociam-se bem com ervas aromáticas como a Artemisia absinthum ou a Salvia officinalis ou o alecrim rosmarinus officinalis, que são repelentes da mosca branca.
Também combina bem com alho-porro, cebola, alface e tomateiro.
A cenoura é rica em A, B e C, ferro, cálcio, cobre, fósforo, zinco, manganês, etc.
É diurética, laxativa, digestiva, alcalinizante, excelente para tratar problemas de hemorragias gastrointestinais, úlceras de estomago, problemas de fígado.
Em xarope para tratar a tosse e a sinusite, aumenta a produção de leite materno.
A rama da cenoura também se utiliza em sopas e guisados e externamente em cataplasmas sobre abcessos, queimaduras, cicatrizante e desinfetante de feridas.
As sementes em decocção têm uma ação muito diurética e desintoxicante.







Cebola Allium cepa Liliácea

 As cebolas são dos legumes mais fáceis de cultivar, pode plantá-las em março para depois colhê-las no verão e conservá-las para consumo durante o inverno.
Gostam de solos quentinhos e bem drenados e são sujeitas a podridão se forem deixadas na terra no inverno. Para evitar riscos de doenças é importante ir fazendo rotação de culturas e ir alternando com feijão, ervilhas ou tomate. Consociam-se bem com cenouras, alface e tomateiros e todas as Crucíferas.
A cebola é rica em sais minerais como cálcio, cobre, potássio, manganês, boro, fósforo. Vitaminas B, C e PP.
É anti coagulante do sangue, desintoxicante, hipogliceminante sendo portanto recomendada a diabéticos. O xarope de cebola é um excelente expetorante.
A cebola tem o poder de destruir bactérias e fungos. Colocar uma cebola num quarto onde estejam pessoas doentes é uma prática popular e muito eficaz.
Não se deve colocar cebolas perto de batatas pois estas transmitem-lhe humidade fazendo com que espiguem e apodreçam. No entanto a espiga da cebola também é própria para consumo em sopas e saladas.